Uma escritora da próxima série da CW, Superman & Lois, diz que foi demitida depois de denunciar sexismo nos roteiros do programa. Superman & Lois apresentará os retornos de Lois Lane e Clark Kent/Superman do Arrowverso, desta vez em sua própria série.

Interpretados por Elizabeth Tulloch e Tyler Hoechlin, os dois personagens já apareceram antes, mais recentemente no evento Crise nas Infinitas Terras da última temporada.

Apesar de Superman ser o herói mais conhecido dos quadrinhos, no Arrowverso, sua primeira aparição só aconteceu graças a sua prima, Kara Danvers/Supergirl, cuja própria série chegará ao fim em 2021.


Superman & Lois estreia em fevereiro, devido à CW realizar todos os seus seriados do Arrowverso até 2021. A série se concentrará na vida de Lois e Clark em Smallville depois que um trágico evento os fez deixar Metrópolis.

Superman & Lois também irá explorar suas vidas como pais de dois filhos adolescentes, o que irá diferenciar o seriado de outros apresentando o Homem de Aço.

Além disso, alguns personagens clássicos da DC, como Lana Lang, desempenharão um papel. Superman & Lois começou a filmar recentemente, com Tulloch compartilhando fotos dos bastidores antes da data de início.

Embora os espectadores do Arrowverso estivessem ansiosos por Superman & Lois, a escritora Nadria Tucker recentemente compartilhou algumas informações potencialmente preocupantes sobre a série nas redes sociais.

Em uma série de tuites, Tucker criticou os produtores de Superman & Lois por sexismo depois de ser despedida na semana anterior.

Ela mencionou especificamente piadas problemáticas detalhadas e uma falta de enredos centrados nas mulheres, bem como lutar para que personagens negros representassem heróis em vez de apenas vilões. Leia os tuites de Tucker na íntegra abaixo:

Grande polêmica

Embora os produtores de Superman & Lois não tenham respondido aos comentários de Tucker neste momento, a implicação de suas palavras é preocupante. Isso é especialmente verdadeiro considerando que o Arrowverso teve problemas com sexismo no passado.

Em 2017, o produtor Andrew Kreisberg foi demitido após ser acusado de assédio sexual por mais de uma dezena de indivíduos.

Além disso, o ator de The Flash, Hartley Sawyer, foi demitido durante o verão norte-americano por uma série de tuites racistas e misóginos. Com essas informações em mente, a declaração de Tucker não é uma boa aparência para o Arrowverso ou a CW.

A escritora faz um bom comentário sobre a importância das histórias voltadas para o sexo feminino na série, considerando seu título.

Muitos estão igualmente, senão mais, empolgados para ver o desenvolvimento de personagem de Lois, considerando que ela normalmente é apenas um interesse amoroso para Superman nos quadrinhos e outras mídias.

A ideia de ela receber um destaque igual é um grande atrativo e será decepcionante se Superman & Lois desperdiçar esse potencial. O comentário de Tucker sobre o tratamento dado aos personagens negros pela série também vale a pena assinalar.

Embora o Arrowverso esteja avançando na representatividade graças à escalação de Javicia Leslie como a nova Batwoman, o pensamento de uma série como Superman & Lois retratar apenas personagens negros como vilões é problemático, para dizer o mínimo.