Atenção! Contém spoilers da 4ª temporada de The Crown!

The Crown é uma das produções mais queridas da Netflix, com 4 temporadas de qualidade inegável já lançadas. A série acompanha o reinado da Rainha Elizabeth II, começando por sua juventude e passando por momentos importantíssimos da história do Reino Unido e do mundo.

A quarta temporada da série, recém chegada à Netflix, está encantando fãs com a introdução de Diana Spencer, a mulher que no futuro se tornaria “A Princesa do Povo”. Interpretada pela atriz Emma Corrin, Lady Di figurou entre os assuntos mais comentados das redes sociais.

Uma das partes mais polêmicas da temporada retrata os distúrbios alimentares sofridos pela Princesa, principalmente após o estresse de seu casamento com Charles.


Consultado pelo site Insider, um especialista nessas desordens não gostou nada da trama mostrada em The Crown.

Confira abaixo!

Problemas e soluções

Peter Morgan, o criador de The Crown, já havia dito à revista Vanity Fair que optou por mostrar o distúrbio alimentar de Diana para “retratar a verdadeira complexidade de sua personalidade”.

“A Diana tinha um distúrbio alimentar, e falava sobre isso publicamente. Nunca me ocorreu que o que estávamos fazendo seria considerado arriscado ou impróprio, já que a própria Diana sempre falava sobre o problema”, contou o produtor.

Andrew Walen, especialista em doenças alimentares e fundador da organização Body Image Therapy Center, afirmou ao site Insider que a série da Netflix não mostra o esforço de Diana para se recuperar da bulimia.

“A última cena mostra que ela ia vomitar na privada, mas no último momento muda de ideia. Ela senta no chão, se abraça e decide não vomitar. Não vejo isso como realidade. Todos que tentam se recuperar sabe que isso não é real”, comentou o médico.

No documentário Diana: Nas Suas Próprias Palavras, Lady Di revela que só conseguiu se recuperar após começar uma terapia e melhorar primeiramente sua saúde mental.

Walen também condenou a maneira como The Crown apresenta o início da bulimia de Diana.

“A série não mostra o que a própria Diana disse ser o estopim de sua desordem alimentar. No documentário, a Princesa confirma que a bulimia começou quando Charles colocou a mão em sua cintura e disse: ‘Você está ficando gordinha’”, afirmou Walen.

Para o médico, explicar a origem de um distúrbio alimentar é extremamente importante para a recuperação dos pacientes.

“Em minha experiência clínica, a imagem corporal é o principal motivo desse comportamento. Então faria mais sentido a série mostrar que tudo começou após um insulto do marido. É uma informação muito importante”, opinou o médico.

Em uma entrevista ao The Sun, o ex-mordomo da Princesa também falou sobre seu problema.

“Ela me contou tudo isso. Disse que estava se sentindo mal até na noite do casamento. Ela sofreu por muito tempo com essa desordem, e The Crown mostra esse aspecto em poucas cenas. Mas a bulimia existiu durante toda a vida da Princesa. Eu estava lá, era eu quem a ajudava”, revelou o ex-mordomo de Lady Di.

A quarta temporada de The Crown está disponível na Netflix.