Uma das personagens mais fascinantes de Bridgerton é a Lady Whistledown, que escreve sobre as fofocas da nobreza britânica. Mas fica a questão: ela existiu de verdade?

De fato, há precedentes históricos, uma equivalente da Lady Whistledown. No século XVIII existiu uma mulher conhecida como a Srª. Crackenthorpe, conforme aponta Katie Palmer, do Express.

A escritora britânica assinava uma coluna britânica que fazia parte da revista Female Tatler.


A publicação circulou apenas por um ano, de 1709 a 1710, mas representou um grande passo para as autoras mulheres.

Considerava-se que Crackenthorpe conhecia todas as fofocas da cidade e ela agia como autora anônima, similarmente à Lady Whistledown em Bridgerton.

Personagem pode sumir na 2ª temporada de Bridgerton

Bridgerton provou ser um dos maiores sucessos da Netflix e os fãs rapidamente apaixonaram-se pelo duque de Hastings. É possível, contudo, que ele não apareça de forma tão proeminente na segunda temporada.

O primeiro livro de Bridgerton, intitulado O Duque e Eu, conta a história que vimos na primeira temporada, sobre Daphne Bridgerton se apaixonando pelo duque de Hastings.

Já o segundo livro, O Visconde que me Amava, foca no mais velho dos irmãos Bridgerton, deixando o duque um pouco de lado.

Ao ser perguntada se isso acontecerá na série também, a autora Julia Quinn disse (via Lisa Wehrstedt, do Express):

“Eu não li os roteiros, não posso dizer exatamente o que acontece, mas eu escrevi o livro nos quais são baseados, então tenho alguma ideia”, disse Quinn.

“Não acho que qualquer pessoa queira dizer adeus ao duque agora”, continuou a autora de Bridgerton.

O jeito é aguardar para saber se Bridgerton contará com muito mais do duque, ou não.

Bridgerton está disponível na Netflix.